muita fruta e peso equilibrado

Comer pelo menos três peças de fruta por dia e manter um peso adequado são as principais chaves para alcançar uma vida longa e saudável, conforme se deduz dos dados da Pesquisa Nacional sobre Estilos de Vida e Longevidade, que analisa os hábitos alimentares das pessoas idosas.

FOTO EFE/S. Sabawoon

Artigos relacionados

Segunda-feira 03.09.2018

Terça-feira 28.08.2018

Segunda-feira 20.08.2018

A pesquisa, elaborada pela Federação Espanhola de Sociedades de Nutrição, Alimentação e Dietética (Fesnad) e a Agência de Segurança Alimentar e Nutrição (Aesan), foi hoje apresentada, por ocasião do Dia Nacional da Nutrição, cujo lema deste ano, “Comer bem para envelhecer melhor’.

Conclusões

As principais conclusões deste estudo, que coleta dados de 242 pessoas entre 80 e 104 anos de idade, revelam que manter uma dieta frugal e uma atividade física diária contribui para uma maior longevidade e, além disso, repercute em uma melhor qualidade de vida na terceira idade.

O vogal representante da Sociedade Espanhola de Nutrição Comunitária na Fesnad, Joan de grande êxito, explicou os dados da pesquisa, segundo a qual, as pessoas que, no final de sua vida manifestam-se ter um bom estado de saúde concordam em ter mantido um peso adequado, ao longo de sua vida e ter comido três ou mais peças de fruta por dia.

“O segredo da longevidade que se pode extrair das respostas das pessoas idosas está em manter uma dieta mediterrânea”, afirmou, de grande êxito, que advertiu, no entanto, de que os jovens estão se afastando destes hábitos saudáveis.

Em resumo, comer de forma frugal e levar uma vida ativa -o que implica dedicar meia hora diária de atividade física, que pode consistir em caminhar-, explicou de grande êxito.

O que diz a OMS?

A Organização Mundial da Saúde(OMS) prevê que em 2050 um 30,8 por cento da população espanhola “seja mais”, de forma que o Brasil se tornará o segundo país mais envelhecido do mundo, atrás do Japão.

“Estes dados estão muito bem, mas o que queremos não é apenas viver mais, mas viver melhor e para conseguir isso, você tem que cuidar dos estilos de vida”, sublinhou o presidente da Fesnad, Jordi Salas-Salvadó.

No entanto, os dados de Portugal não são muito otimistas neste sentido.

“Uma alimentação pouco saudável e o sedentarismo têm contribuído decisivamente para o excesso de peso e alertam sobre os riscos para a saúde que terá, no futuro, a população adulta”, avisou.

Por isso, Robledo sublinhou que é necessário interiorizar hábitos de vida e uma dieta saudável “desde idades muito precoces” para poder desfrutar de uma maturidade saudável.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply