Morder as unhas, um problema que não é apenas estético

Não te morder as unhas! Uma frase que reúne um problema de saúde, de estética e psicológico e que nos adverte sobre a importância que tem o cuidado de cutícula. Essas recomendações ajudam a controlar a chamada onicofagia.

EFE/Paz Olivais

Artigos relacionados

Quarta-feira, 03.10.2012

Terça-feira 23.04.2013

Quinta-feira 17.07.2014

Quarta-feira 09.07.2014

Quinta-feira 05.06.2014

Do grego “onyx” e “phagein”, a onicofagia é o hábito de “comer as unhas”, de forma continuada. Trata-Se de um costume que podem sofrer as pessoas em qualquer idade e que, embora não o criamos, é muito difícil de deixar. Além disso, é necessário ter em conta que a cutícula é um elemento-chave para a proteção da unha.

Dois experientes levam-nos a esse transtorno a partir de pontos de vista diferentes:

A cutícula também sofre

A doutora Montserrat Salleras é especialista em dermatologia, da Clínica Dermatológica Salleras (Barcelona) e se aprofunda sobre a importância que tem a cutícula na manutenção de unhas saudáveis e os problemas que pode acarretar mordérselas.

O que função tem a cutícula?

A cutícula tem uma função protetora, pois se encarrega de proteger a unha e o tecido que o rodeia, de traumatismos e de possíveis infecções. Se não há cutícula, há muito mais propensão a infecções bacterianas, fúngicas ou virais.

A pessoa que não ele, seja por alguma doença, porque é removida de forma inconsciente quando roer as unhas ou se eliminam as manicures por motivos estéticos, terá mais probabilidade de se infectar.

O que riscos tem a onicofagia?

É um hábito que danifica a cutícula e pode ir mais longe, já que o tecido periungueal (que contorna as unhas) também é afetado.

Se essa matriz se deteriora, não tem nenhuma capacidade de reparação e trata-se de uma alteração irreversível. Caso isso ocorra, a unha vai crescer de forma distrófica, ou seja, de forma irregular, mais grossa, com estrias ou riscos.

A manicure é uma solução?

A manicure de gel, em princípio, não dá problemas, mas faz com que a unha tenha uma superfície acima e permite que se acumule suor, água, sabão, o que faz com que tenha mais propensão a pegar infecções, especialmente de fungos, que são os germes para os que gostam de umidade.

Quando se retira o gel, pode causar um dano a lâmina da unha, o que faz com que seja mais feio esteticamente, tanto pelo próprio gel como os produtos que são utilizados para removê-lo.

Por outro lado, se uma pessoa tem uma doença, há vezes em que se põem estas unhas como remédio estético e solução cosmética. Ao não poder empeorarse, recorre-se a esta via. Isso sim, tornar-se a manicure não se trata de uma solução para deixar a onicofagia.

Desde então, os tratamentos farmacêuticos falharam. Antes, havia produtos tópicos que tinham a função de fazer desagradável o ato de mordérselas, mas realmente o que o fazia tinha acabado acostumbrándose ao sabor, pelo que há que ir à procura de tratamentos psicoterápicos ou, em casos muito graves, são utilizados fármacos.

Dicas para ter unhas saudáveis

– Sempre que se está cozinhando, manipulando água, detergente, alimentos ou com a unha molhada muito tempo há que usar luvas.

– Aplicação noturna de cremes hidratantes para as unhas.

– Aplicar um endurecedor para protegê-los.

– Fazer a manicure sem remover a cutícula.

– Recomenda-Se ter, quando muito, o esmalte de unhas durante uma semana. Se não tem muito tempo, os fungos são mais propensos a recorrer à superfície da unha.

– Os que têm a unha doente, grossa ou amarela, recomenda-se limarla de forma dorsal, isto é, acima da folha, ao menos uma vez por semana.

– Não compartilhar os instrumentos para o cuidado das unhas, como são as lixas, tesoura ou cortador de unhas. Se for feito, podem contagiar possíveis infecções.

– Os atletas devem prestar uma atenção especial às unhas dos pés, como sempre usar o calçado adequado.

– Aqueles que estão submetidos a tratamentos médicos, têm de cuidar com maior assiduidade, já que são mais sensíveis. Os medicamentos fazem com que a unha fica mole e que a luz solar que machuca mais. Nesses casos, se são mulheres, sim, importa pintura.

Onicofagia com base psicológica

Vanessa Fernandes, doutora em psicologia do Instituto de Psiquiatria Martínez Campos de Madrid, faz uma análise deste hábito, a partir de uma perspectiva psicológica.

Por que nos mordemos as unhas?

É uma combinação de fatores emocionais, como a preocupação, a ansiedade, a tristeza, a raiva, ou até mesmo o tédio ou a excitação. Podemos fazer tanto por estar ansiosos ou com medo de algo que nos preocupa, como algo que nos dá vergonha. Além disso, outra das razões pode ser que o façamos por algo positivo, como quando nos acabam de dar uma boa notícia ou algo semelhante.

Por sua vez, trata-se de um gesto que responde à interação entre emoção e comportamento. Isto consiste em exercer um hábito a partir do qual, quando eu estou experimentando essa emoção ou quando estou diante de uma situação concreta, por exemplo, assistindo tv, me muerdo as unhas dos dedos.

Como parar de morder as unhas?

Em primeiro lugar, ensina o paciente a identificar quais são os momentos em que mais roer as unhas. Para isso, o que o sofre, tem que elaborar um autoregistro, em que anote qual é a situação em que se está comendo as unhas.

Em seguida, o interessado leva a cabo uma série de comportamentos que ajudam você a fazer algo diferente nesse tipo de situações. Por exemplo, se você come quando está ansioso, se lhe ensina a colocar em prática alguma técnica de relaxamento. Em contrapartida, se se trata de um caso em que você morde quando você está dando voltas à cabeça, ele lhe ensina a controlar o pensamento e algumas técnicas de manejo de comportamento incompatível, ou seja, para realizar uma atividade que seja incompatível com o hábito.

Existe um método para parar de morder as unhas, se chama raylex. Tem o sabor amargo da casca de grapefruit econtém uma combinação única de extrato de grapefruit e denatonio. O denatonio aparece no Livro Guinness dos Recordes como a substância mais amarga do mundo, por isso é ideal para o ajudar a deixar de fumar.

Encontre-o na AMAZON

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply