Mitos do sexo

O tamanho importa?, você realmente pode excitarnos sexualmente tomar ostras ou canela?, será que precisam dos homens mais sexo do que as mulheres? Os mitos que rodeiam o maior dos prazeres o que têm de certos?, o que são lendas?, ou… quando o rio soa, água leva

EFE/Andreu Dalmau

Quarta-feira 05.09.2018

Terça-feira 04.09.2018

Segunda-feira 27.08.2018

A quarta definição que dita da Real Academia Espanhola sobre a palavra mito reza assim: “pessoa ou coisa a que se atribuem qualidades ou excelências que não têm, ou uma realidade de que não têm”. Este é o caso da maioria dos mitos que envolvem o sexo.

O ser humano para ter um bem-estar físico e psíquico precisa se juntar a um compêndio de situações que lhe provoquem essa tranquilidade, bem-estar e prazer. “As relações sexuais são importantes, porque não é só o prazer do contato íntimo e a comunicação entre duas pessoas; além disso, no momento da relação libera uma série de substâncias no organismo, que têm uma importante atividade no bem-estar, a saúde e ajudam a relaxar, importantíssima para o equilíbrio da saúde e social da pessoa”, afirma José Benítez, diretor médico de Boston Medical Group, com quem analisamos os principais mitos do sexo aplicados em nossas mentes.

Será que os homens têm maiores necessidades sexuais do que as mulheres?

Mito total. A necessidade de ter relações sexuais entende-se o desejo, a motivação para essa relação… e tanto homens como mulheres são afetados pelos mesmos fatores.

O stress, a falta de sono, as condições médicas de que a pessoa e o envelhecimento, que vai sentindo o corpo é igual para todos os gêneros. É verdade que a mulher tem também outras influências, como a pílula anticoncepcional, que diminuem o desejo ou o ciclo menstrual. Mas essa necessidade que falamos é tão imperiosa para o homem como para a mulher.

O mito vem de trás. Em épocas passadas, éramos um pouco mais machistas do que agora; o avanço fez com que as mulheres entrem na vida cotidiana com o mesmo impulso e valor social que o homem. Nós que estamos diariamente em contato com pessoas de 80, 70 anos, e sabemos que têm pontos de vista que não têm nada que ver com os jovens. Isso vem desde os tempos imemoriais e são mantidas porque muitos homens lhes convém.

A partir de certa idade, o sexo já não é importante?

Falso totalmente. O desejo sexual diminui com o tempo, me refiro ao desejo sexual, que é dependente das hormonas masculinas ou femininas; tenhamos em conta que em ambos há hormônios encarregadas de estimular esse desejo e são esses hormônios que com o tempo vão diminuindo.

Não devemos confundir importância com frequência. O sexo é importante; une-se, gratifica, mantém essa relação do casal. Eu me lembro de frases como: “na cama, arranja-se tudo”; não só com o sexo, mas porque se fala, relaxa as pessoas, descansamos, há trocas sexuais e verbais.

A pequena pílula azul, qual a solução?

Viagra, a pílula milagrosa. A pequena pílula azul tem uma grande importância porque abriu a era dos medicamentos que foram criados com esse fim. Não é o único, não te salva de tudo, pois existem pacientes que não podem usá-lo; tem contra-indicações.

Em primeiro lugar, tem que ser indicado por um especialista e, depois de um estudo personalizado, mas não é por isso pensamos que tudo está perdido, pois existem muitos mais medicamentos e outras formas de tratamento. Qualquer pessoa que tenha a disfunção sexual pode ser tratada.

O tamanho importa?

Há debate; sempre se tem pensado. Voltamos aos tempos anteriores, mas muito anteriores em que se falava de virilidade de acordo com o tamanho do membro; realmente, isso não é importante.

O tamanho não importa, vamos falar de estruturas. É mais importante a espessura do membro longo. Se não sabem procurar os pontos eróticos e erógenos do casal, haverá uma boa relação sexual; isto significa que há um entrosamento e ambos chegam à satisfação do casal.

A circunferência seria muito mais importante para o atrito que o comprimento; de fato, o sexo, o referido pelos pacientes, com o tamanho exagerado é traumático, mesmo limitante.

Se é importante para os homens? Eu acho que a preocupação existe, mas agora não tanto. Isso foi diminuindo, muita informação e no sexo, o fundamental é a relação com o parceiro, a identificação, a conexão.

A ejaculação precoce, você só afeta homens jovens?

Atualmente, se continua a pensar, não tem que ver com o machismo, não confundamos. Quando começamos a vida sexual em nossa juventude, esse desejo e esse nervosismo faz com que haja um gatillazo, que eyacules mais rápido, sem atingir o orgasmo do casal.

Isso não significa que haja ejaculação precoce porque isso afeta tanto a jovens como a adultos. No adulto, a ejaculação precoce pode aparecer quando nunca teve e em adultos acima dos 40 ou 50 anos, pode aparecer por doenças de próstata.

Começar a ter uma disfunção erétil e concomitante a isso aparecer uma ejaculação precoce pode acontecer porque sabe que não vai chegar a boa ereção até o final. Todas estas questões são tratáveis, recuperáveis e quanto mais próximo do seu aparecimento se consulte um especialista antes será a recuperação. É um transtorno de saúde, como qualquer um.

Hoje não, que me dói a cabeça…

Erro; o sexo não só se relaxa mas que alivia dores e desconforto, como, precisamente, estas dores de cabeça. A oxitocina e endorfinas liberadas durante o orgasmo são responsáveis de aliviar estas dores.

Alguns alimentos podem melhorar a nossa disposição a manter relações sexuais?

Não há prova científica sobre isso. Falar de alimentos afrodisíacos responde a sensações ou imagens que estão escondidas em nossa memória, é a parte psíquica de tudo isso, assim como as cores, os sabores é uma questão psíquica. Se te dizem que as ostras estimulam, isso tem gravado em sua mente e psiquicamente desencadeia um fator em seu benefício.

Estes fatores são estimuladores da memória visual e o sexo é estimulada através do cérebro. A ostra não tem uma composição que se excite; sabemos que, se você toma uma taça de champagne descontrai, e diminuem em seu organismo substâncias como a adrenalina; ocorre uma vasodilatação; se precisa de um relaxamento e uma vasodilatação para que as estruturas do membro masculino se encham de sangue com a excitação.

A questão não é que os alimentos têm substâncias que se podem causar uma ereção ou uma excitação. Por dar um prato de ostras você não vai ter uma relação sexual impressionante.

(1 votos, média: 5,00 out of 5)
Loading…

Leave a Reply