Messi, dois meses de baixa, mas sem gravidade.

O atacante argentino do FC Barcelona Leo Messi (i) é animado por Gerad Piqué depois de se lesionar durante o jogo da sexta jornada da Liga. EFE/jorge lucas Garcia

Artigos relacionados

Terça-feira 14.10.2014

Segunda-feira 25.05.2015

Sexta-feira, 25.01.2013

A ruptura do ligamento colateral interno do joelho esquerdo que sofreu no passado sábado, o jogador Leo Messi, normalmente, não deixa seqüelas, porque é uma lesão isolada e frequente no futebol”, disse a EFEsalud o doutor Vicente Concejero, chefe da Unidade de Joelho da Clínica CEMTRO de Madrid.

Além disso, tem matizes este especialista, a forma de joelhos os bons jogadores de futebol, que protege a parte interna do joelho, com tendões da pata de ganso superficial e profunda que dão uma certa estabilidade.

Este tipo de lesão é a mais frequente relacionadas com o joelho em esportes como o futebol, de acordo com este especialista, que também foi chefe dos Serviços Médicos do Atlético de Madrid.

Embora o clube culé anunciou que Messi estará fora do campo entre sete e oito semanas, isso vai depender de se a lesão é parcial ou total.

Tratamento conservador

O tratamento desta ruptura é “conservador , cujos resultados são mesmo melhores do que o cirúrgico e em que se faz uma reabilitação acelerada para ganhar a mobilidade e a extensão completa do joelho.”, foi descrito o traumatólogo.

Nestes casos, o paciente leva uma moldeira longa e articulada no nível do joelho para que possa doblarla mas que evita movimentos laterais. Se existe dor ao apoiar, você vai usar muletas com que se faz “carga de peso de acordo com toleracia” e se trabalha a carga na piscina desde o início.

Com o desaparecimento da dor, o fazem também com as muletas, e começam os exercícios de bicicleta, potenciação, trote e corrida.

O único tratamento medicamentoso é o destinado a aliviar a dor.

Também não foi superado se a lesão ocorreu na parte de cima do ligamento, na inserção no fêmur, ou na de baixo, na tíbia, que é “menos dolorosa, não dá problemas de mobilidade, cicatriza pior, e é propenso ao tratamento cirúrgico, mas não parece ser o caso”, adicionou este traumatólogo.

O jogador argentino se machucou na sexta jornada da Liga, quando ia atirar uma bola e sua perna se encontrou com a do defesa espanhol Pedro Brigas no minuto 3 da primeira parte, recém-iniciado o jogo Barcelona-Las Palmas. Mesi abandonada no campo, até que no minuto 9 pediu a mudança. Uma vez transferido para a clínica Cruz Branca, onde se realizou uma ressonância magnética, foi diagnosticado a ruptura.

O primeiro jogo que não disputará o crack blaugrana é o desta terça-feira contra o alemão Bayer Leverkusen, na segunda jornada da Liga dos Campeões. Não só o clube catalão, lamenta a baixa de Messi, a ele se soma a seleção da Argentina, que perde seu capitão os primeiros jogos das eliminatórias para o Mundial da Rússia 2018.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply