Mais de duzentos e afetados por legionela, alguns em UTI

O conselheiro de saúde de Castilla-La Mancha, Jesus Fernandez (c), em uma conferência de imprensa para fazer o balanço dos casos de legionela. EFE/Elisa Encostas

Artigos relacionados

Terça-feira 22.12.2015

Segunda-feira 20.10.2014

Em conferência de imprensa no Hospital de Valongo, Sanz Fernández disse que na UTI do Hospital de Cidade Real há três internados, dois dos quais estão mais graves, enquanto que a terceira pessoa, e os dois internados no Hospital Da Mancha Centro de Alcázar de San Juan evoluem favoravelmente

O conselheiro observou que os resultados do foco de poluição podem estar entre amanhã e quarta-feira, 30, uma vez que foram enviadas amostras da bactéria ao Laboratório Nacional de Microbiologia de Lisboa e a Universidade de Valência para determinar se há células ambientais (água) que coincidem com as dos doentes.

Também recordou que a mortalidade nos casos de legionela , oscila entre 5 e 10 por cento e indicou que o surto de Manzanares, o índice está abaixo de um por cento, porque já morreram duas pessoas.

O titular da Saúde, que fez uma descrição sucinta e cronológica do desenvolvimento do surto de legionela detectado em 11 de dezembro, em vila real, salientou que os dois focos de poluição que deram positivo, um deles, o da fonte ornamental perto da estação de ônibus, é o que mais probabilidade tem de ser a causa do contágio.

Foram enviados cerca de uma centena de amostras ao Centro Nacional de Microbiologia de Lisboa para compará-las com as possíveis amostras ambientais e determinar se estas correspondem às que foram apanhar os pacientes internados.

No total, as amostras subiram no total, 140, declarou Fernández, que reconheceu as datas de natal são “prejudicar as culturas atrasada e os resultados”.

De qualquer forma, mesmo que o surto está remetendo, Fernández salientou que todos os focos ou pontos quentes inspecionados continuam selados e não se voltam a abrir-se ao que a Saúde Pública o considere oportuno.

O surto “mais importante”

Além disso, o titular da Saúde, destacou a colaboração e coordenação do seu departamento com o Ministério da Saúde para administrar o que foi denominado como o” surto mais importante” de legionela que foi registrado na comunidade autónoma e que tem afetado pessoas de diferentes municípios.

Não obstante, disse que, desta vez, acredita que eles vão ter “sorte e diferenciá-lo do resto”, concluiu

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply